A velha política, dizem que no mundo político vale de tudo! Mas será que vale mesmo?

Babalawô Ivanir dos Santos

Narde desta sexta-feira(30), em meios às vésperas das eleições para a prefeitura da cidade do Rio de Janeiro, foi veiculado uma matéria com o seguinte título “Parente de traficante foi sócia de empresa de vice de Martha Rocha”, obviamente que para os mais afoitos e opositores de uma das duplas ao cargo administrativo essa seria uma das possibilidade de criar uma comoção contra tal candidatura.

A cara da felicidade! Depois do grande sucesso de “Só Quer Vrau”, Mc MM e Dj RD lançam “Sarradão”

Entretanto, convido a todas e todos a ater os olhos e reflexões sobre o título da matéria e a proposta que existe por detrás da mesma. Ao lermos o título,poríamos facilmente cair no ledo engano de um envolvimento ilícito do vide candidato de Marta Rocha, Anderson Quack.

Porém o que está por trás do conteúdo veiculado e a sortida tentativa de relacionar a população de favela à criminalidade e macular a imagem de um homem preto, que vem se despontando dentro do cenário político carioca. A matéria demonstra um grande desrespeito a ética jornalística e reproduz o preconceito contra moradores de favela, que em sua ou quase totalidade são pretos e levam uma vida honesta, mesmo ameaçados pelo crime e desamparados pelo poder público – justamente uma realidade que queremos mudar. Não posso deixar de mencionar, que ao ler a matéria rememorei o ano de 1996, na ocasião eu era vice candidato à prefeitura do Rio de Janeiro, quando foi veiculado uma nota com título “O vice que assusta”, em que trazia uma narrativa com teor extremamente racista contra a minha candidatura pelo fato de, na época, eu ser rastafári e morador de comunidade!

Cancelado! Carnaval de Rua 2021 pula pra 2022

O caso de Anderson Quack é um dos descortinamento da elite brasileira que se incOmoda com a possibilidade de ver homens negros e mulheres negras fazendo política e ocupando os espaços de poder dentro das estruturas racista que a todo momento busca nos delegar lugares de subalternidade e marginalização social. Urge o momento da sociedade brasileira desconstruir e abandonar os velhos traquejos políticos baseados em difamações e tentativas de linchamentos públicos. Nós homens e mulheres negras estaremos SIM os espaços de poder.

 

 

 

 

TAGS: Programação Bar do Zeca Pagodinho Marilyn Monroe – Estação Net Botafogo Snacks saudáveis Eduardo Paes em Madureira União do Vilar Carioca se filia a Liga LIVRES Dignidade humana Novembro Laranja Racismo estrutural na peça ‘Anjo Negro’  Horóscopo Alto Astral de 26/10 a 01/11 Em Cima da Hora reabre em novembro Concurso Rainha Revista Feras 2021 Imperatriz Leopoldinense homenageará Arlindo Rodrigues Cinema Negro Zózimo Bulbul Cinco anos da revista Diamond Brazil 44º Mostra Internacional de Cinema de SP Prefeitura do Rj libera quadras de escolas de samba Dia Nacional da Consciência Negra Samba da Feira está de volta Programação Bar do Zeca Pagodinho Ronaldo Gomes grava música Prêmio Light nas Escolas

 

-Rozangela Silva-

Assessoria de Imprensa

 

 

 

 

Comentários estão fechados.