Pensadores da arte negra, 2a Black abre convocatória para as 5 regiões do país

4a edição do festival - últimos dias para inscrições

O Rio de Janeiro foi palco de um dos movimentos teatrais mais importantes da história do Brasil: O TEN – Teatro Experimental do Negro, idealizado por Abdias do Nascimento. Após o surgimento do TEN, o teatro nacional não seria e não é mais o mesmo, pois ele fortaleceu e inspirou a criação de inúmeros movimentos teatrais que buscavam fomentar a arte negra a nível nacional e internacional, como os projetos: “A Cena tá Preta” (Salvador/BA), Segunda Preta (Belo Horizonte/MG) e Segunda Crespa (São Paulo/SP). O Rio de Janeiro também se tornou palco de mais um movimento que visa unir pensadores da arte negra, fomentando a ocupação de espaços como verdadeiros pontos de encontro com a realização da 2ª Black.

Talento sertanejo, lançamento Gustavo Fraga “Coração reclama”

 

O TEN – Teatro Experimental do Negro, idealizado por Abdias do Nascimento. Após – Foto: Leandro Nunes

 

Para 2020, daremos continuidade a uma ocupação artística iniciada em 2018 de forma itinerante, que circulou por 03 espaços na cidade do Rio de Janeiro com mais de 100 artistas e um total de 43 performances apresentadas. As apresentações ocorrerão entre 06 e 17 de maio de 2020, em espaço cultural a ser divulgado em data posterior, sendo este sediado na cidade do Rio de Janeiro.

 

As linguagens artísticas e atividades contempladas neste edital são:

Teatro: Performances e experimentos teatrais, que envolvam um ou mais atores, nas linguagens dramáticas, líricas ou épicas, podendo incluir elementos na linguagem audiovisual e abarcar os múltiplos gêneros: auto, comédia, drama, fantoche, musical, tragédia e tragicomédia.

Circo: números performáticos que envolvam malabares em geral, equilíbrio, intervenções com palhaços, acrobacias aéreas, clowns, parada de mão, báscula, antipodismo, mastro chinês, contorcionismo, mágicas, e outros que estejam no contexto circense.

Dança: números de dança, entendendo-se o uso do corpo seguindo movimentos previamente estabelecidos (coreografia) ou improvisados (dança livre). Podendo ser dança solo (ex.: coreografia de solista no balé, sapateado, samba); dança em dupla (ex.: tango, salsa, kizomba, valsa, forró etc); dança em grupo (ex.: danças de roda, sapateado, gavota), dança folclórica (ex.: catira, carimbó, reisado etc); dança histórica (ex.: sarabanda, bourré, gavota etc); dança cerimonial (ex.: danças rituais indianas); dança étnica (ex.: danças tradicionais de países ou regiões), dança cênica ou performática (ex.: balé, dança do ventre, sapateado, dança contemporânea); dança social (ex.: dança de salão, axé music, tradicional).

A 4a Edição do Festival SEGUNDA BLACK consiste na realização de mostra NÃO competitiva de performances ou experimentos teatrais nas modalidades de artes cênicas adulto, tendo como objetivos: fomentar as artes cênicas e promover o intercâmbio entre grupos e público, além de destacar e divulgar novos talentos, promover atividades de formação e debates entre artistas e profissionais da área.

 

 

 

TAGS: Apoio que vale ouro! Brilho por cima de uma camiseta é a cara do Verão Quanto maior, melhor! Tratamentos odontológicos de alta tecnologia Liesb: Desfiles da Intendente Magalhães Foco nela! Salve o candomblé! Horóscopo Alto Astral de 20/01 a 26/01 Anny é coroada Rainha do Império Serrano Flavia Bonato apresenta NY para os pais Filipe Ferreira arrasa na maquiagem Bloco das Favoritas em Copacabana Lierj é recebida por Governo do Estado Rio elege nova Corte do Carnaval 2020! Mc Rielle posa no clima de verão Favela 2 – A Gente não desiste Point carioca

 

-Duetto | Assessoria de Imprensa e Comunicação-

Comentários estão fechados.