Os tambores que guardam história, Razões Africanas na Gamboa!

Roda de jongo, samba, maracatu e ijexás

Composto pelas cantoras Lazir Sinval, Dely Monteiro e Luiza Marmello (também integrantes do consagrado grupo “Jongo da Serrinha” ao lado da Tia Maria do Jongo), músicos de mão cheia (Marcos Rum, Anderson Vilmar e Marcello Mattos – percussão, Rafael do Cavaco e Fábio Pereira – harmonia) e tambores que já guardam história, o grupo Razões Africanas garante há alguns anos as já tradicionais e contagiantes noites de quinta do Trapiche.

Veja também: Neguinho da Beija-Flor não morreu! “Brincadeira tem hora”

Eles promovem uma roda com muito jongo, ijexás, samba, maracatu e canções em língua africana, realizando um resgate e valorização da nossa cultura. É um encontro de vozes, sons e energias que vibram em torno do legado da Mãe África à nossa terra, carregado de encantamento e umbigada!

Couvert artístico: R$25,00 (lista amiga R$15,00). Livre. A casa abre às 18h30.

Início – 31 de Maio, às 20:30h

Término – 1 de junho de 2018, às 1:30h

Rua Sacadura Cabral, 155 – Gamboa (próximo à Praça Mauá, entre a Praça. Mauá e o Hospital dos Servidores)

 

TAGS: Veja as datas em que cada escola irá desfilar no Grupo Especial de SP  Horóscopo Carnavalesco  Intercâmbio cultural  Brilho no Olhar vai contar a história do jogador de futebol Casemiro  Fátima Moniz lança livro na FGV  Confira a sinopse do enredo 2019 da Mocidade

Comentários estão fechados.