Trabalhadores do samba convidam para bate-papo Martha Rocha e Anderson Quack

Eleições 2020

0

As propostas dos candidatos têm um pouco de tudo, e como as rodas de samba são características identitárias da cidade, ferramentas social, cultural e econômico, que geram emprego e renda ao longo do ano. E exatamente por essa representatividade os idealizadores da Rede Carioca de Rodas de Samba, popularmente conhecida como “RS”, composta por sambistas e produtores culturais, buscam um apoio efetivo e acima de tudo, um compromisso com o movimento.

Os Balés Russos e as Transformações na Visualidade da Cena: é o tema da Live do Theatro Municipal do Rio desta segunda

 

 

Agentes culturais das rodas de samba se mobilizaram e criaram uma Carta Compromisso RS – Eleições 2020. Os idealizadores, Marcelo Santos, Júlio Morais, W Luna e Eduardo Familião, agentes culturais, já apresentaram o projeto para Benedita da Silva (PT) e Eduardo Paes (DEM), o grupo agora aguarda entrar nas agendas dos candidatos para apresentação dos temas principais de atuação.

“Realizar um evento político em favor do movimento de rodas de samba da cidade do Rio de Janeiro é ter responsabilidade com as memórias de Abdias do Nascimento, Lélia Gonzalez, Darcy Ribeiro e Brizola e também esperança com um futuro melhor e menos desigual”, alega Marcelo Santos, do Movimento Negro do PDT e Movimento Cultural Darcy Ribeiro.

Veja a programação completa da próxima semana do Bar do Zeca Pagodinho

A carta compromisso (no anexo) começa pontuando que – Observando o movimento de sambistas cariocas, consolidado em 2015, após a criação do decreto municipal nº 41036, criou o Programa de Desenvolvimento Cultural Rede Carioca de Rodas de Samba, estruturando em escala e reconhecendo oficialmente a cadeia produtiva das Rodas de Samba como ferramentas de desenvolvimento sócio econômico de diferentes territórios. Observando também, a lei 6281/2017, que institui o Programa Municipal de Salvaguarda de Fomento e Incentivo do Samba Carioca, reforçando a responsabilidade do Estado e a importância das Rodas de Samba para o Turismo de Experiência, vimos através deste documento, apresentar aos candidatos e candidatas à Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, no pleito eleitoral de 2020, as propostas abaixo listadas, visando firmar um compromisso que garanta a regulamentação do segmento, equiparada a sua importância histórica e cultural simbólica, que atravessa o município em todas as dimensões.

“A roda de samba como vetor de desenvolvimento econômico e territorial é uma das maiores ferramentas de combate ao racismo. Espaço de empoderamento das mulheres, reconhecimento do processo histórico cultural da cidade, comprometimento com a maior efervescência cultural da cidade e construção de uma política pública que potencialize as rodas de samba”, atesta W Luna.

Assim tá bom demais! Ronaldo Gomes grava música com participação especial de Anderson Leonardo

Na carta é possível ver uma ordem de planejamento. Com propostas como: Realização de um Fórum Cultural Municipal, garantir orçamento anual via Lei de Incentivo à Cultura / Garantir o desenvolvimento contínuo do Programa Cultural Rede Carioca de Rodas de Samba estruturando um observatório cultural instalado no “Instituto Rio das Rodas de Samba” e criando funções, através de cargos comissionados, dentro do poder público municipal para agentes culturais, indicados para operar políticas públicas direcionadas / Criar um conselho consultivo especializado, com a participação da sociedade civil organizada e áreas estratégicas da prefeitura, com ações de desenvolvimento da cidade, que acompanhe e  proponha Políticas Públicas para o segmento das rodas de samba de forma contínua e focada no calendário anual publicado pela Secretaria Municipal de Cultura, citando apenas alguns tópicos.

O engajamento tem em sua linha de frente assinaturas de instituições, coletivos e grupos de peso, como Movimento Cultural Darcy Ribeiro (MCDR), Movimento Negro do PDT – RJ, Associação Carioca de Blocos e Bandas Carnavalescas – Folia Carioca, Movimento de Mulheres Sambistas, Centro de Articulação de Populações Marginalizadas (CEAP), Instituto de Pesquisa e Cultura Negra (IPCN), Roda de Samba da Pedra do Sal, Balaio Bom, Projeto Cultural Samba na Calçada, PedTeresa, Gloriosa Roda de Samba, Velha Guarda da Vila Isabel, Projeto Cultural Samba da Almirante, Casa do Partideiro, Samba do Guri, Casa do Nando, Projeto Cultural Sonho de Crioula, Quintal do Alvinho, Samba Social Clube, Beco do Rato, Samba Luzia, O Trem Entretenimento, Samba das Rosalinas, Samba D’Irajá, Prata Preta, Moça Prosa, Rádio Arquibancada, entre outros.

Professores podem concorrer ao Prêmio Light nas Escolas, o período de inscrição vai até dia 30 de outubro

“É a reconstrução do samba. O samba agrega, o samba une. Projetar e reafirmar o samba como maior potência cultural financeira do Brasil”, atesta o músico Luciano Bom Cabelo.

O evento estará dentro das normas de segurança exigidas pela OMS, uso obrigatório de máscaras, portando álcool e evitando aglomeração.

 

 

 

 

TAGS: Ronaldo Gomes grava música Prêmio Light nas Escolas Olha cobra! É verdade! Gyselle Soares vira bruxinha Moda: Calça Clochard jeans Saúde da Mulher Horóscopo Alto Astral de 12/10 a 18/10 YouTube: ‘Aqui Tem Fofoca’ Renovar é preciso! Taty Zatto ostenta corpão Péricles conta história de amor em novo EP Carioca Maria Marcella Outubro Rosa Flor da Mina do Andaraí apresenta Carnavalescos Juliah lança novo single  “Você vem?” Câncer de Mama  Zumbi dos Palmares Bar do Zeca Pagodinho reabre nesta quinta Looks estilosos com chinelo Havaianas Bumbum impecável Samba é da Massa Um Príncipe no elenco da Globo

 

-Rozangela Silva-

Assessoria de Imprensa

 

 

 

 

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.