Didu Nogueira e Jorge Simas apresenta show em tributo a João Nogueira, no Teatro Rival Refit

Hoje, 21 de janeiro

Em 2020, faz 20 anos que a música brasileira perdeu o cantor e compositor João Nogueira, que deixou 18 álbuns e 400 composições gravadas, inclusive por outros grandes artistas, como Clara Nunes, Elizeth Cardoso, Emílio Santiago, João Bosco, Elis Regina, Chico Buarque e Zeca Pagodinho. Motivos, então, não faltam para João Nogueira ser homenageado. Portanto, o violonista, cantor, compositor e arranjador Jorge Simas – que foi parceiro e diretor musical de João durante mais de dez anos – e o produtor musical e cantor Didu Nogueira, sobrinho do artista, vão apresentar o “Tributo a João Nogueira” no Teatro Rival Refit, no dia 21 de janeiro, às 19h30.

Wanderson Ribeiro aceita convite e é novo Mestre de Bateria da Vila Santa Tereza

 

 

João Nogueira se definia como um sambista de calçada, linha tênue entre o morro e o asfalto. Ele é uma das grandes referências do samba carioca de uma rara linhagem encontrada nas músicas de seus ídolos Wilson Batista, Geraldo Pereira e Noel Rosa, os quais homenageou num belo samba composto nos anos 1970.

Filho de João Baptista Nogueira, o Mestre – assim chamado por Donga, Pixinguinha e Jacob do Bandolim –, João Nogueira foi embalado, desde menino, ao som do violão de seu pai entre valsas e choros, o que lhe deram a condição de se constituir. apesar do autodidatismo, num compositor sofisticado e de grande alcance popular.

Liesb realiza primeiro Encontro de Bandeiras da série A, na quadra da Unidos de Padre Miguel

 

 

Numa carreira de 32 anos de duração, João Nogueira emplacou sucessos nacionais como “Nó na madeira”, “Mineira”, “Clube do Samba”, “Eu hein Rosa”, “Um ser de luz”, “Súplica” e “Espelho”, sucessos que estarão no repertório do show de Didu e Simas. Esse tributo, aliás, já rodou várias cidades brasileiras – Natal, Recife, Porto Velho, Rio Branco , Santos , Niterói , São Paulo e São Roque – e agora chega ao Rio no dia 21.

 

Serviço:

Teatro Rival Refit  Rua Álvaro Alvim, 33/37 – Centro/Cinelândia – Rio de JaneiroData: 21 de janeiro (terça-feira). Horário: 19h30. Abertura da casa: 18h. Ingressos: R$40,00 (inteira) R$20,00 (lista amiga). Venda antecipada pela Eventim – http://bit.ly/TeatroRival_Ingressos2GIaEKp Bilheteria: Terça a Sexta das 13h às 21h | Sábados e Feriados das 16h às 22h Censura: 18 anos. https://www.teatrorival.com.br/ . Informações: (21) 2240-9796. Capacidade: 350 pessoas. Metrô/VLT: Estação Cinelândia.

Meia entrada: Estudante, Idosos, Professores da Rede Pública e Assinantes O Globo

 

Clica no play!

 

 

 

TAGS: Horóscopo Alto Astral de 20/01 a 26/01 Flavia Bonato apresenta NY para os pais Filipe Ferreira arrasa na maquiagem Bloco das Favoritas em Copacabana Lierj é recebida por Governo do Estado Rio elege nova Corte do Carnaval 2020! Mc Rielle posa no clima de verão Favela 2 – A Gente não desiste Point carioca Deborah Albuquerque Look fresquinho para o Verão Fotos Réveillon Copacabana 2020 Copacabana recebe 2020 com tudo! Anayle Sullivan abre a festa da Virada em Copacabana Rir pode ser a chave para o sucesso! Saravá 2020!

 

-SG Assessoria de Imprensa-

Comentários estão fechados.