Dúvidas? Especialista desmitifica o Bitcoin e esclarece dez mitos e verdades sobre criptomoedas

Aos Parceiros

0

As chamadas criptomoedas são uma realidade e não há como negar que elas estão revolucionando o mercado financeiro. Nos últimos anos, o mercado teve um grande crescimento. No entanto, com a popularidade surgem também as dúvidas.

“Vamos com tudo”, Unidos de Padre Miguel terá Jeferson Carlos na Direção de Barracão

 

 

Notícias como “Bitcoin é ilegal”, “Bitcoin é uma fraude” ou “Criptomoedas não têm lastro” deixaram muitos investidores receosos sobre investir em moedas digitais. E agora, o que fazer?

 

O investidor Maicon Santos é um especialista em criptomoedas e esclarece os dez principais mitos sobre o bitcoin, principal criptomoeda do mercado :

 

1) O Bitcoin é 100% anônimo?

Mito. É comum esta dúvida na maioria dos iniciantes do mercado de criptomoedas. A rede blockchain é totalmente pública. Ou seja, qualquer transação na rede pode ser visualizada e pesquisada na internet. Porém, os usuários não são identificados na rede com seus dados como em bancos. Cada transação na blockchain é feita com um pseudônimo denominado chave pública. Essa chave é o endereço da carteira de Bitcoin do usuário. Na livro de registros da Blockchain, o que fica registrado é uma transação de 17SkEw2md5avVNyYgj6RiXuQKNwkXaxFyQ para 13TETb2WMr58mexBaNq1jmXV1J7Abk2tE2. Mas essa transação ainda pode ser ligada a uma pessoa quando as carteiras são de exchanges que validam seus usuários. Portanto, na maioria das transações, os proprietários das carteiras não podem ser identificados diretamente, mas todas as transações na rede podem ser visualizadas publicamente.

 

2) O Bitcoin é ilegal? 

Mito. Na maioria dos países ao redor do mundo, comprar e vender Bitcoin é 100% legal, alguns países já estão até mesmo regulamentando o uso.

 

3) As transações com bitcoins são  irreversíveis?  

Verdade. É muito importante que você preste muita atenção e tome cuidado ao realizar uma transferência de Bitcoin. No mercado de criptomoedas, depois de uma transação ser anexada ao bloco e inserida na blockchain, ela se torna imutável.

 

4) Bitcoin é uma pirâmide ? 

Mito. O Bitcoin é um ativo criptográfico e único que obteve valor com passar dos anos por sua grande demanda de pessoas e empresas interessadas em utilizar sua tecnologia. O Bitcoin não tem nenhuma ligação com um esquema de pirâmide financeira. 

Essa confusão normalmente pode é feita porque pessoas utilizam o Bitcoin para investirem em esquemas ilegais de captação de de fundos que prometerem rendimentos fixos bem acima da média do mercado. 

O que acontece é que esses esquemas não possuem autorização legal para operar e acabam tornando-se insustentáveis em poucos meses de vida, lesando a maioria de seus investidores. 

Antes do Bitcoin, as moedas como reais e dólares também eram e continuam sendo usadas pelos golpistas. Isso mostra que o problema não está no Bitcoin em si, mas sim nos modelos fraudulentos que podem ser facilmente identificados pelas promessas de altos rendimentos mensais. 

 

5) Bitcoin é o ativo que mais se semelha ao ouro das últimas décadas? 

Verdade. Depois de uma breve pesquisa é fácil perceber que sim. O bitcoin é o ativo mais semelhante ao ouro já criado pelo homem. Através da sua escassez e utilidade, o bitcoin é muito procurado atualmente para reserva de valor. Além de ser muito melhor em todas as qualidades que o ouro possui como portabilidade, divisibilidade e fungibilidade, o Bitcoin também é melhor do que o ouro em sua escassez. Enquanto o ouro é escasso, o Bitcoin é LIMITADO e possui apenas 21 milhões de unidades.

 

6) Já podemos comprar coisas no comércio com Bitcoin? 

Verdade. Atualmente já é possível utilizar o Bitcoin para fazer compras em estabelecimentos no mundo todo. E caso não seja possível comprar diretamente com Bitcoin, pode-se ir em um caixa eletrônico para sacar na moeda local.

 

7) Bitcoin possibilita a lavagem de dinheiro?

Mito. Essa pergunta costuma ser feita por pessoas que não entendem sobre lavagem de dinheiro. Lavar dinheiro significa tornar um dinheiro que foi ganho de forma ilegal em algo legal. Isso é conhecido pela expressão que você já deve ter ouvido falar: “esquentar dinheiro frio”. Ou seja, você ganha dinheiro com crimes, mas diz que ganhou vendendo roupas por exemplo. Não há como você dizer que ganhou bitcoins do céu, você precisa compra-los, e para isso você tem que ter dinheiro já legalizado e precisa declarar de quem comprou esse bitcoins. Você também pode minera-los ou aumentar a quantidade de bitcoins fazendo trading, por exemplo. Mas qualquer profissional que investigar pode facilmente identificar caso você tente cometer uma fraude. Ou seja, não há facilitação na lavagem de dinheiro.

 

8) Bitcoin possibilita a ocultação de patrimônio? 

Verdade. Agora sim, nesse caso é realmente possível que uma pessoa possa ocultar valores ganhos ilegalmente ou legalmente. Deixando praticamente impossível que a justiça ou qualquer órgão do governo possam acessar ou confiscar esse dinheiro.

9) A mineração é algo muito lucrativo?

Mito. Já se foi a época onde minerar Bitcoins era algo simples e muito lucrativo. Atualmente os altos custos de infra-estrutura e consumo de energia elétrica torna a mineração inviável na maioria dos casos. Somente grandes corporações conseguem manter suas operações funcionando e mesmo assim, com o valor atual do Bitcoin, apresentam prejuízos em alguns momentos.

 

10) O Bitcoin é realmente escasso? 

Verdade. Não apenas escasso como LIMITADO. Este é um dos principais pilares do Bitcoin. Sua emissão programada e previsível garante um grande diferencial em relação a qualquer outro ativo utilizado como reserva de valor. Diferente das moedas tradicionais como o dólar e o real, que podem ser impressos a vontade pelo governo (causando inflação), o Bitcoin possui uma quantidade prevista de emissão de 21 milhões de Bitcoins.

Hoje ainda vemos muitas dúvidas como estas neste mercado porque ele ainda é apenas um bebê: “em termos de adoção, as criptomoedas ainda estão em uma fase beta, com menos de 1% da população utilizando. Mas está crescendo muito rápido e a velocidade de adoção de novas tecnologias tem crescido na mesma velocidade da internet. Podemos esperar um aumento significativo desse percentual em poucos anos”. 

Maicon conclui com uma dica para quem quer conhecer mais sobre esse mercado: “Recomendo que baixe uma carteira Bitcoin e procure um lugar para comprar uma fração bem pequena, apenas para testar e ver como funciona. Depois que descobrir as vantagens de ser o seu próprio banco, eu acredito que você nunca mais irá querer pisar em uma agência bancária de novo”.

 

 

 

 

 

TAGS: Páscoa invade o Parque da Água Branca no feriadão  Gustavo Soares, a esperança de uma nova Cubango  Babalawô Ivanir dos Santos sela parceria com UNIFOA   Alfredo Dias Gomes lança SOLAR, seu 11º disco solo  Wagner Oliveira se destaca no ramo de decoração festa afro  Poliana Paula descendência indígena em estudo de árvore genealógica  Arrase na tendência, Brinco Casco de Tartaruga  Tuiuti apresenta enredo para o Carnaval 2020  Raíssa de Oliveira está grávida  Horóscopo Alto Astral – semana de 8 a 14/04  Coreógrafo Carlinhos do Salgueiro conquista norte americanos  Diogo Nogueira lança novo single, “Vapor de Arerê”  Ensemble da Ação Social pela Música do Brasil  Mariana Lewis muda radicalmente o visual  Paulinha Padase grava programa da Band  Feijoada de São Jorge agita Quiosque Bella Carioca  O Samba Brilha em Louvação a São Jorge  Sapato Mocassim está em alta sempre  Renato Thor renunciou a presidência da LIERJ  Equipe UPM, vermelho e branco confirma 1º Casal

 

-Fabiano de Abreu-

Assessoria de imprensa

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.