“As 7 cores que amei”

Autor: Occello Oliver

Alma G Edições, 2014

O Jornalista carioca Occello Oliver estréia como cronista e apresenta seu livro “As 7 cores que amei”. Neste novo trabalho, Occello narra sua trajetória de vida, em uma rica viagem ao passado, tendo o universo homossexual como centro das histórias. São 47 crônicas que misturam todos os sentimentos de vida, em situações de alegria, tristeza, desejos, decepções, euforia e amadurecimento, em histórias verdadeiras, sensíveis e audaciosas.

Em cada capítulo Occello Oliver foca a homossexualidade, representada pelo título da obra que simboliza o arco-íris da comunidade GLBTT. Occello refaz seu caminho de vida através de relacionamentos amorosos, romances, família, vida profissional, amizades, baladas, lugares e situações do cotidiano que marcaram sua vida. A nostalgia é o principal sentimento narrado neste trabalho. Lançado em julho de 2014 e com ordem aleatória de histórias, o primeiro capítulo traz Occello Oliver aos 18 anos, em busca do alguém perfeito que povoa nossas mentes, quando desejamos o grande amor de nossas vidas. Em cada crônica, uma surpresa. Aventuras e situações que, só quem as viveu sabe exatamente o que representam para si. Trata-se de um universo totalmente particular. Um universo sólido composto de estrelas e nuvens carregadas de temporais que acompanharam a vida de Occello de 1990 a 2013.

Em sua 3ª tiragem e finalista do Prêmio de literatura Biblioteca Nacional 2015,, o livro soma 23 anos resgatados de um baú sagrado. A capa do livro estampa o autor olhando para o horizonte em uma paisagem bucólica, que faz com que viajemos ao passado em busca de pistas que nos levaram onde estamos.

Occello é autor do livro “Fora do armário” (2012) e co-autor do livro de contos eróticos “Censurado – sexo, taras e fetiches” , lançado em 2013 pelo selo Lado B Edições.  Tem ampla passagem pelo Jornalismo e também é Relações Públicas. Atualmente é editor do selo Cultura em Letras Edições e diretor da produtora de comunicação Oliver 4 Assessoria e Produções.

 

Site da Cultura em Letras Edições

 

Comentários estão fechados.