Mês da Consciência Negra: confira a peça teatral “Contos Negreiros do Brasil”, em versão on line

Dores, paixões, medos, alegrias e angústias

O espetáculo “Contos Negreiros do Brasil”, de Marcelino Freire e direção de Fernando Philbert, será apresentado em plataforma virtual, de 09 a 30 de novembro, em comemoração ao mês da Consciência Negra. O ator, diretor, dramaturgo, cientista social e filósofo Rodrigo França encabeça a encenação realizada ao vivo com participação dos atores Aline Borges, Marcelo Dias, Milton Filho e Valéria Monã. “Contos Negreiros do Brasil” é um espetáculo documentário sobre a condição real e atual da negra e do negro no Brasil; seja o jovem estudante, o gay negro, a negra hipersexualizada pela sociedade, o menor infrator, a prostituta ou a idosa. A peça também faz uma grande homenagem aos personagens negros que fizeram história, mas que foram esquecidos ou embranquecidos, como: Machado de Assis, André Rebouças, Carolina Maria de Jesus, Virgínia Bicudo e Lima Barreto.

Martha Rocha e Anderson Quack marcam presença na Vila Kennedy junto à autoridades religiosas

 

 

Realizado pela Diverso Cultura e Desenvolvimento em parceria com a Caboclas Produções, o espetáculo “Contos Negreiros do Brasil” estreou em 2017 no Sesc Copacabana, no Rio de Janeiro e desde então coleciona mais de 60 mil espectadores em diversas apresentações pelo Brasil, além de encenação recente em Cabo Verde (África). O público presentifica índices estatísticos, contextualizados com cenas que reproduzem dores, paixões, medos, alegrias e angústias. A carne negra é constantemente exposta em suas dimensões e experiências reais, sociais e culturais.

Os personagens veem as cenas por meio de estatísticas apresentadas pelo ator, sociólogo e filósofo Rodrigo França, com dados atuais que são expostos para o público. Os atores Aline Borges, Marcelo Dias, Milton Filho e Valéria Monã interpretam personagens contidos nos 12 contos do livro “Contos Negreiros” (Prêmio Jabuti – 2006), de Marcelino Freire. A direção é de Fernando Philbert e a direção musical é feita pela Maíra Freitas. As músicas do espetáculo são cânticos milenares da cultura Iorubá, vinda da cultura africana.

Nas águas da vitória, Acadêmicos do Sossego comemora 51 anos com missa no Largo da Batalha

 

 

O país de “Contos Negreiros do Brasil” é a demonstração de uma parte dos Brasis existentes. Encená-lo é necessário, onde quebrar a ideologia da ―democracia racial reflete os dois Brasis reais que predispomos. Sem fazer um recorte racial, o cenário é visto de forma romantizada, sem a realidade das periferias, da maioria que não se enxerga na teledramaturgia e nas propagandas na TV, das solidões dos becos, da comunidade penitenciária que é monocromática, do analfabetismo que rende muito dinheiro, da prostituição pela sobrevivência mínima, do noticiário policial, das taxas de homicídio, gravidez precoce e da violência doméstica. 

 

FICHA TÉCNICA

Texto: Marcelino Freire

Direção: Fernando Philbert

Assistente de Direção: Mery Delmond

Direção Musical: Maíra Freitas

Elenco: Rodrigo França, Aline Borges, Marcelo Dias, Mery Delmond, Milton Filho e Valéria Monã

Cenário e Figurino: Natália Lana

Iluminação: Vilmar Olos

Edição Audiovisual: Pedro Carneiro

Pesquisa: Rodrigo França

Produção: Gabrielle Araujo [Caboclas Produções]

Idealização: Fernando Philbert e Diverso Cultura e Desenvolvimento

 

SINOPSE

Um espetáculo documentário sobre a condição real e atual da negra e do negro no Brasil. Os personagens veem as cenas por meio das estatísticas apresentadas pelo sociólogo e filósofo Rodrigo França, dados atuais que são expostos para a plateia. Os atores interpretam todos os personagens contidos no livro de Marcelino Freire, “Contos Negreiros”.

O público é levado a presentificar índices estatísticos, contextualizados com cenas que reproduzem dores, paixões, medos, alegrias e angústias. A carne negra é exposta em suas dimensões e experiências reais, sociais e culturais.

 

 

Serviço:

De 09 a 30 de novembro

Todas as segundas – às 21h

Classificação: 12 anos

Duração: 75 minutos

Ingressos a partir de R$ 15,00 – disponíveis no Sympla.

Facebook: https://www.facebook.com/contosnegreirosdobrasil/

Instagram – https://www.instagram.com/contosnegreirosdobrasil/

Youtube – https://www.youtube.com/sescsp

 

 

 

 

TAGS: Horóscopo Alto Astral de 09/11 a 15/11 Portela celebra a reabertura de sua quadra  Moda: Regatas com estampa de folhagem  Jornalista Anderson Lopes  Los Castillos comemoram carreira  Black Brazil Art: ‘Arte sem Fronteiras’ Tia e sobrinho sofrem racismo Programação Quiosque Drink Café A velha política  Moda: Blusa Transparente Preta Mundo LGBTQ+ se despede de Jane Di Castro  Quiosque Drink Café Morre Jane Di Castro Programação Bar do Zeca Pagodinho Marilyn Monroe – Estação Net Botafogo Snacks saudáveis Eduardo Paes em Madureira União do Vilar Carioca se filia a Liga LIVRES Dignidade humana Novembro Laranja Racismo estrutural na peça ‘Anjo Negro’

 

-Duetto Comunicação-

 

 

 

 

Comentários estão fechados.