Exposição “Vestígios”, entra em cartaz no Centro Cultural Light

De Lucas Araújo

O Centro Cultural Light recebe, a partir do dia 30 de outubro, a exposição individual “Vestígios” do artista Lucas Araújo e curadoria de Rafael Rodrigues de Maynart Ramos. A exposição fica em cartaz até 27 de novembro, com visitação de segunda a sexta-feira, exceto feriados, das 9h às 19h, na Pequena Galeria. A abertura contará ainda com uma performance artística a partir das 16h.

Acadêmicos da Diversidade traz para seu Carnaval 2020, Diogão Pereira

 

 

A exposição será composta por oito trabalhos, cinco deles são objetos instalativos, um deles uma pintura em tela, uma performance registrada em vídeo e outra performance que será efetuada no dia da abertura da exposição, o material resultante será colocado junto com os outros trabalhos após a execução.

 

((( Conceito da exposição )))

Por meio da proposta de uma exposição com tema “vestígios” tenta-se dar a visibilidade a camadas ainda mais profundas das peles, dos corpos e da mente de indivíduos diversos, entre eles alguns que não ocupam o “status” de cidadãos na vida das cidades.

O conjunto de obras, formado por uma complexa rede de fenômenos e experimentações cotidianas dos artistas, tece uma rede de forças direto da vida social e do desempenho da existência de cada um. Aproximando-se do lugar daqueles que habitam os espaços restantes, que transitam no limiar do risco, que sobrevivem sob estado permanente de alerta.

A cada momento dos trabalhos emerge das peles a obscurescência da verdade praticada, apresentando objetos que são vestígios dessas vidas, nas ruas, entre favelas, vias expressas, abrigos a flor da terra.

A caminhada que o artista força o público a fazer e a caminhada de vidas que não são registradas, cada peça que compõe as obras tem uma profundidade discursiva que só é acessada se testemunhada, se ativada.

Assim, os trajetos passo a passo vão reabrindo feridas, sulcando a memória no corpo, ruas marcadas pela experiência forçada a existir, pela transitoriedade dela, marcas de vidas nas ruas.

 

((( Sobre a performance )))

Dentro do conceito da exposição, a performance falará sobre marcas que são produzidas diariamente de maneira física e psicológica em corpos fragilizados por questões sociais e que os marcam através de feridas, cicatrizes e outros traumas. Ela acontece no a dia da abertura, 30 de outubro, a partir das 16h.

 

 

Serviço:

Exposição: Vestígios

Abertura: 30/10 – às 16h

Visitação: De 31/10 a 27/11 – das 9h às 19h. De segunda a sexta-feira (exceto feriados)

Pequena Galeria – Centro Cultural Light

Av. Marechal Floriano, 168, Centro, Rio de Janeiro

 

 

 

TAGS: Horóscopo Alto Astral de 28/10 a 02/11Projeto Criolice recebe Galocanto 1° Festival Literário em São Gonçalo Prévias dos Sambas-Enredo das escolas da Série A Império da Tijuca abre vagas para ala das crianças Acadêmicos da Diversidade já tem enredo! Aprenda a fazer duas amarrações de turbante Pré-Parada LGBT de Madureira lota palco do samba Curicica apresenta Sinopse 2020 Aprenda como misturar estampas florais com linho UPM seleciona negras e mulatas Ana Paula Evangelista se encontra com Quitéria Chagas Estácio de Sá já tem samba para 2020 MC Koringa se manifesta Wilson Witzel quer dividir os desfiles na Sapuca Maratona do RJ Criativo Ópera ‘Orphée’

Comentários estão fechados.