É com muito Axé que o Acadêmicos de Santa Cruz apresenta seu enredo 2021

Milton Gonçalves no Catupé da Santa Cruz

AXÉ, MILTON GONÇALVES!

 

Leia também: Pra quem quiser conferir Carla Rio lança “Samba Arretado” com participação especial de Dudu Nobre

 

 

No Catupé da Santa Cruz.

Mesmo que ainda poucos saibam e outros insistam em não reconhecer, muito daquilo que festejamos, comemos, falamos e em que acreditamos, é resultado da presença dos negros africanos escravizados no Brasil. Mesmo depois da “suposta abolição”, ser negro no Brasil ainda significa ter de enfrentar obstáculos e limitações específicas, que são impostas por vestígios de uma cultura racializada que teima em não morrer.

Portanto, a proposta de contar a história de Milton Gonçalves vai além da biografia de um ator brasileiro. Milton, como outros afro-brasileiros, não aceitou o “lugar do negro” que a sociedade havia demarcado no pós-abolição e, sua luta como ator se entrelaçou com sua luta contra o racismo. E essa história continuará a ser construída, enquanto a obra de Milton Gonçalves segue falando em prol dos negros e de todos os brasileiros ao mesmo tempo!

(Inspirado no livro “Milton Gonçalves – Memórias históricas de um ator afro-brasileiro”, de Elaine Pereira Rocha)

 

 

 

 

TAGS: União de Maricá emite nota referente ao Carnaval 2021  Moda: Bonés de aba reta  Horóscopo Alto Astral de 14/12 A 20/12  Farid Abrão morre por complicações da Covid-19  Rocinha anuncia nova 1ª Porta-bandeira  O samba chora a morte de Ubirany  Já pensou onde vai passar o Natal e Réveillon 2021?  Thaeme e Thiago apresentam live show  A Verdadeira Furiosa  Programação Bar do Zeca Pagodinho  Imperatriz Leopoldinense tem nova presidente  Seu Jorge promove show beneficente  Macacão Jeans define praticidade  Doce e cheia de ginga  Banda Primeiro Amor no Bar do Zeca Pagodinho  Samba-enredo do Acadêmicos do Sossego  Carla Rio lança Making of  Cafu veste a camisa da campanha Trato Feito  Biblioteca Parque Estadual reabre as portas  Mariah Fernandes  Peça-série-metragem Anjo Negro  Discriminação racial

 

-Acadêmicos de Santa Cruz-

 

 

 

 

Comentários estão fechados.