CRAIG MACK – O HIP-HOP perde mais um de seus Notáveis

Cultura Hip Hop

“Craig Mack, Rapper de Nova York do selo Bad Boy de Diddy, morre aos 46 anos”…, a notícia divulgada oficialmente pelo jornal “Daily News” pegou de surpresa a Comunidade HIP-HOP Mundial sobre o falecimento de mais um importante artista do meio – “Craig Mack”.

Mack veio a óbito nesta segunda-feira (12), vítima de insuficiência cardíaca, após ter sido atentido em um hospital próximo à sua residência, na Carolina do Sul. Nascido em 10 de maio de 1979, Craig Jamieson Mack, mais conhecido pelo nome artístico “Craig Mack”, era oriundo de Brentwood, Nova York.

 

Confira: “Roxanne Roxanne” – Netflix traz no Mês da Mulher a História da Primeira MC da História do RAP

 

Mack foi o primeiro artista a lançar um álbum pela então recém-fundada gravadora do rapper e empresário “Puff Daddy” [também conhecido no meio empresarial como “Sean Combs”] – a “Bad Boy Records” – sob o título “Project: Funk da World”, em 1994, cujo single “Flava in Ya Ear”, ganhou grande projeção na cena musical a partir de sua indicação ao “Grammy Awards” em 1995, quando perdeu para “U.N.I.T.Y.” de “Queen Latifah”. E muito embora o single não tenha conquistado o troféu no importante prêmio da música internacional, Flava in Ya Ear se destacou na 9a posição da “Billboard Hot 100” nos EUA e rendeu a vendagem de 1 milhão de cópias, só no território norte-americano. Além disso, sua versão remix aparece no videogame “Dance Central” [para o “Xbox 360”] e pode ser também ouvida em filmes como o drama biográfico “Notorious” (2009), de George Tillman Jr.; o biográfico “Straight Outta Compton” (2015), de F. Gary Gray; e as comédias “The Wackness” (2008), de Jonathan Levine e “Morris from America” (2016), de Chad Hartigan.

 

 

Em 2017 Mack lançou seu segundo álbum de carreira, “Operation: Get Down”, agora em nova gravadora, a “Scotti Brothers Records”, sob a produção de ninguém menos que o “DJ Eric B”. Porém, sua separação da Bad Boy Records não lhe trouxe bons resultados. Sua popularidade declinou rapidamente após o insucesso de Operation: Get Down no mercado fonográfico, causando a desmotivação e o afastamento precoce de Mack, que durante a última década, se manteve recluso aos palcos encontrando conforto espiritual no “Overcomer Ministry” [Ministério Vencedor”, em bom português], localizado em Walterboro, na Carolina do Sul, onde passou a residir desde então com a família.

 

Vale a pena ver de novo: RAKIM desabafa em seu Twitter sua preocupação com a Cena do RAP atual

 

Em setembro do ano passado, Mack retornou à cena com o álbum “Mack World Sessions” e ainda este ano se preparava para os retoques finais da obra, que aliás, teve as faixas retiradas do “YouTube” repentinamente, talvez por razões ligadas ao seu falecimento.

“Estou arrasado com a notícia de Craig Mack. Nós acabamos de terminar seu novo álbum”, declarou no Twitter o Ilustre “Eric Sermon”, membro do lendário grupo de RAP “EPMD”, e à frente da produção do álbum de reestréia de Craig Mack aos palcos….

Paz e Respeito!!

#CraigMackRIP

 

 

Clica no play pra ver!

 

 

 

 

 

 

 

Por: DJ “Zulu” TR.

Fan Page: Acorda Hip Hop – Trilogia

 

Comentários estão fechados.