Confirmada no posto de rainha, Anny Santos já começa a pensar na festa de coroação em setembro

Empresária brasileira vive na Europa e será a majestade da Alegria da Zona Sul pelo 2ª ano consecutivo

O Carnaval 2019 já começou para Anny Santos. A brasileira, radicada na Alemanha há mais de duas décadas, partiu para a Europa logo após a folia, mas deixou o coração no Brasil, mais precisamente nas comunidades do Cantagalo – Pavão – Pavãozinho.

Confira: Horóscopo Carnavalesco – semana de 18 a 24/06

 

 

Confirmada no posto de rainha de bateria da Alegria da Zona Sul pelo segundo ano consecutivo, Anny , que continua aproveitando a maior festa popular do país nos Carnavais fora de época europeus  – ela desfilou em Lausanne e agora participará da folia em Paris – confessa que não vê a hora de voltar ao Brasil para se juntar ao elenco da vermelho e branco.

– A Alegria entrou no meu coração de uma maneira sem igual. Comecei desfilando como musa e este ano não me aguentei de emoção ao representar a bateria do mestre Claudinho. Fui criada em uma cultura totalmente diferente mas o Carnaval sempre me fascinou, principalmente com os enredos que sempre são uma aula para nós. Ano que vem, a Alegria vem contando a história da Umbanda e eu estou lendo bastante a respeito do assunto, para poder estar por dentro de tudo

diz a rainha.

Clica aqui: Desligamento: os coreógrafos Hélio e Beth Bejani deixa a Acadêmicos do Salgueiro!

 

 

A festa de coroação da rainha de bateria deve acontecer em setembro, porém a data ainda precisa ser confirmada por conta dos compromissos profissionais da morena que atua no ramo de móveis planejados.

– Eu gostaria muito de não ter que me preocupar com trabalho, mas é necessário né?, brinca ela. Conto os minutos para voltar logo e esses meses que antecedem a minha estada no Brasil são de muita atividade porque tenho que deixar tudo muito organizado por aqui

diz Anny.

+Dicas de Moda

 

– Enquanto estou aqui na Alemanha, procuro saber do calendário, do que está acontecendo na escola e dos eventos. Quando chego, não falto a nenhum ensaio, não só porque gosto, mas porque também acho que é a minha função estar ali. Não acho certo só aparecer no desfile, para mim, musa e rainha são componentes da escola e têm que ensaiar, defende ela que já está organizando os detalhes da coroação.

 

TAGS: Movimento cultural hip hop  Salgueiro convida Beija-Flor de Nilópolis e Imperatriz Leopoldinense  Lucas Donato se apresenta na Espanha  Meias coloridas é tendência para homens e mulheres  Casa do Marreco apresenta projeto samba  Confira o regulamento da disputa de samba do GRES Feitiço do Rio  Manu Brasil é a 2ª porta-bandeira do Independentes de Olaria

 

– Best.Consultoria e Comunicação – 

Comentários estão fechados.