Confira na íntegra a entrevista com a cantora Deena Love, “O que vier depois é lucro”

Ex-The Voice Brasil 2104

O jornalista Anderson Lopes entrevista a cantora Deena Love, uma das participantes do programa The Voice Brasil 2014. A personagem transexual é uma criação de Pedro Novas da Cunha Figueiredo em homenagem às cantoras da era do Rádio, vozes femininas que marcaram a época áurea do rádio no Brasil. Ficou curioso para saber mais sobre a Deena?

 

AL – Como surgiu a Deena Love em sua vida?

DL –  Deena surgiu durante uma brincadeira de animadores em um navio de cruzeiro onde eu trabalhava como cantor. Nesse jogo, os homens se vestiam como Drag queens. Eu me montei de Amy Winehouse e cantei para os passageiros. A partir desse dia, eu comecei a me montar sempre e acabei criando um personagem único,  que é a Deena Love.

 

 

AL – O programa The Voice Brasil 2014 abriu as portas para sua carreira de cantora?

DL –  Sim. Graças ao The Voice eu viajei muito, fiz muitos shows e conheci muita gente bacana.

 

 

AL – O que foi prometido durante o programa, foi cumprido?

DL –  Na verdade, o The Voice tem o compromisso de pagar um premio apenas aos vencedores. E como eu não ganhei o programa, infelizmente não levei o dinheiro pra casa. Mas sempre fui muito bem tratada pela produção, com muito carinho e respeito.

 

 

AL – Deena Love ou Pedro Novas sofrem preconceito?

DL – Já sofri . Infelizmente Quando você dá a cara a tapa, acaba se deparando com o preconceito. Mas nunca dentro de casa. Minha família é maravilhosa.

 

 

AL – Quais são os segredos fundamentais para conquistar o público LGBT?

DL – O segredo para conquistar qualquer publico, é ser um artista  verdadeiro. Não adianta ficar mudando de estilo para “ficar na moda”. O público percebe e detesta isso. A honestidade artística é fundamental para conquistar um público fiel.

 

 

AL – Você ganhou a faixa de ‘ícone da Parada LGBT 2018 de Madureira’ , qual é a sua visão desse mundo?

DL –  A sigla LGBT é muito ampla e diversa. É impossível colocar todo mundo no mesmo saco. Cada ser humano que compõe a nossa comunidade é único e tem suas características próprias. Um gay carioca vive em uma realidade completamente diferente de uma lésbica paulistana ou de um transexual cearense. Creio que a militância gay tem que ter a sabedoria de entender que essas diferenças existem e respeita-las sempre.

 

 

AL – Você emocionou a todos cantando o hino nacional na 17ª Parada LGBT de Madureira, você é convidada para muitos eventos LGBT?

DL –  Sim. E pra mim é um motivo de orgulho. As vezes não consigo ir pois já tenho evento marcado. Mas sempre que posso, vou.

 

 

AL – Você é fina, elegante ou sincera?

DL – Tento ser as três coisas. Mas nem sempre é possível ser tudo ao mesmo tempo. Se tiver que escolher entre uma das opções, prefiro ser elegante. A elegância é a única beleza que não envelhece.

 

 

AL – Projetos para o futuro pessoal e profissional, quais são?

DL –  Não faço planos. Eu prefiro deixar o barco correr sozinho do que me encher de expectativas vazias. Sigo minha vida fazendo meus shows, cantando minhas músicas e já está mais do que bom. O que vier depois é lucro.

 

 

AL – Deixe seu recado para site AL!

DL – Queridos leitores do AL. Se puderem assistam meu clipe “Sombras”, confiram minha agenda de shows e me sigam nas redes sociais. Um Beijo a todos vocês.

 

 

 

Redes Sociais

Facebook: Deena Love

Site: https://www.deenaloveoficial.com.br/

Instagram: https://www.instagram.com/deenaloveoficial/

Clipe Oficial  “Sombras” 

 

 

Arte da foto: Wellington Carvalho

 

 

 

Comentários estão fechados.