Como antigamente, 14 escolas de samba vão desfilar na Sapucaí em 2019

É muita coisa

Não sei se você se lembra na década de 80 em uma única noite todas as escolas de samba do Rio de janeiro desfilavam na Sapucaí, o desfile começava por volta das 20h(mais ou menos) e terminava às 11h da manhã e não tínhamos aliança nenhuma muito menos regras, as agremiação demorava a entrar na Avenida, causando atrasos, os intervalos entre uma escola e outra eram longos. Tudo passou a melhorar em 1985 com a chagada da LIESA, a  Liga Independentes das Escolas de Samba do Rio fez mudanças positivas como horário, divisão das noites de desfile – oito escolas no sábado e oito no domingo e tempo para cada agremiação mostrar seu belo desfile, normas que são respeitadas até hoje.

 

 

Veja também: Com 10 votos a favor e 2 contra, Grande Rio e Império Serrano permanecem do Grupo Especial!

 

Na década de 90 a LIESA reduziu o número de 16 para 14 escolas, além de ser muito cansativo para os sambistas o desfile ainda continuava terminando muito tarde com sol raiando. Em 2006 foi diminuído ainda mais o número de agremiações que desfilavam no Grupo Especial, caindo para 12 escolas, como nos dias de hoje, com a redução e a chegada do novo horário de verão a última escola finalizou o seu desfile ainda de madrugada, iniciando às 21h e concluindo às 5:30h da manhã. Outra coisa importante, todas as escolas tentam fugir da luz do sol que acaba prejudicando os efeitos especiais das alegorias e fantasias, sem sol, além de ser menos cansativo para o público, segmentos e para os jurados o espetáculo fica ainda mais bonito.

 

 

Vale a pena ver de novo: Salve, a Zona Oeste! Anderson Abreu e Eliza Xavier formam o primeiro casal da Unidos de Bangu

 

 

 

 

 

Capa GRES Paraíso do Tuiuti – Foto: Leo Cordeiro

 

 

 

Comentários estão fechados.